me demito

me demito

E um dia você acorda determinado a pedir demissão. Não aguenta mais a empresa, seu chefe, seu trabalho. Tudo se tornou insuportável. Até o trajeto ao trabalho se tornou o pior percurso da cidade. E você começa a se perguntar o que tinha na cabeça quando aceitou esse emprego.

Desabafo realizado, agora calma. Respira. A coisa não é tão feia quanto parece. Você está num momento ruim e maximizou tudo. As emoções afloraram e a raiva surgiu.

Muitas vezes algo foi a gota d’água ou, o tempo suportando uma determinada situação provocou o stress.

É comum nessa hora colocar a culpa em algo ou alguém. E na maioria das vezes estamos sendo injustos. É como uma gaveta lotada e bagunçada. Toda vez que abrimos a gaveta e temos dificuldade de mexer, culpamos o item que está por cima e que impede o fechamento. O problema não é o item que está por cima e sim a gaveta lotada ou desorganizada.

Vale analisar mais profundamente o que está acontecendo. Qual o motivo para esse stress e insatisfação. É a primeira vez ou é recorrente? Viveu isso em outras experiências profissionais ou é um sentimento novo? Troque ideia com amigos ou pessoas que tenham mais experiência. Analisar a situação por outro ponto de vista ajuda bastante e nos faz olhar além do nosso umbigo.

Feitas as reflexões necessárias, hora de agir. Reclamar não vai mudar nada (ou talvez mude, mas para pior).

Tenha uma atitude positiva! Busque a melhoria e seu bem-estar. Você pode e merece mais, mas terá que batalhar por isso.

No mundo real, a maioria não pode ficar sem trabalhar, então pedir demissão ou forçar o desligamento não é uma boa ideia. Ajudará apenas nos primeiros dias, pela sensação de alívio, mas e depois, desempregado? Será que não ficará pior? Seja consciente.

Garanta que está fazendo tudo que deve e precisa ser feito, e com qualidade. Vigie também seu comportamento e cumpra com suas obrigações. É necessário garantir que você não é o problema. Sim !!! Se você não faz o que tem que fazer, as pessoas reagirão negativamente à você e realmente não será um bom lugar para trabalhar.

Talvez mudar sua atitude, sua forma de agir e, principalmente de pensar, pode fazer toda a diferença para você e todos que o cercam no trabalho.

Se entender que não deve ou não pode continuar onde está, busque novas oportunidades. Avalie o mercado. Contate sua rede de contatos e estude as opções. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *