PROFISSIONAIS 50+

50+

Se você tem mais de 50 anos e está com disposição pra trabalhar e mostrar o seu valor, aproveite essa onda dos 50+. ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

As coisas mudaram e muitas empresas estão com oportunidades bem legais. Tem até programa de trainee para quem está se formando agora, aos seus 50 anos de idade.

Fiz esse resumo com algumas dicas para você não ficar de fora.

procuro gestores da alegria

Procuro profissional com a habilidade e a competência do bom humor. Necessário comprovar experiência. Será considerado diferencial profissional que pratique alegria fora do ambiente corporativo.

Esse é um tipo de anúncio que não se encontra nos classificados e infelizmente também não se busca essa característica nas seleção de candidatos.

Ainda pior é que muitos lideres desconhecem ou simplesmente não praticam o bom humor. Não sabem sorrir.

Impressionante como as pessoas acreditam que realizar um trabalho sério é antônimo de bom humor. É exatamente o contrário. Num ambiente de trabalho onde as pessoas podem ser naturais, podem rir, podem fazer graça de suas rotinas, tudo flui com mais tranqüilidade.

Um ambiente assim permite que as pessoas sejam mais confiantes, arrisquem mais e por conseqüência, entreguem mais e com qualidade superior.

Sempre tive essa crença e nesses dias, refletindo sobre o trabalho dos Doutores da Alegria, que distribuem sorrisos aos doentes nos hospitais, sacramentei minha tese.

Se o ambiente de trabalho não for alegre, teremos um ambiente doente e com isso, mais ausências, mais problemas, menos soluções e poucas e deficientes entregas.

Então, se para ambientes doentes temos os Doutores da Alegria, nos ambientes corporativos, precisamos dos Gestores da Alegria.

Aproveitando o momento de organização das rotinas, algumas sugestões: Na sua próxima reunião de equipe, seja pontual, mostrando respeito pelos participantes. Na delegação de tarefas, explique a demanda, deixando claro o objetivo, prazos e necessidades. Na hipótese de uma advertência, seja preciso, mencione o que faltou, os impactos da falha e quais providências são esperadas.

Nos feedbacks, fale de fatos e não de impressões ou percepções e não esqueça que o processo de feedback é uma via de mão dupla. Precisamos falar e precisamos ouvir. Mais importante é se certificar de que foi compreendido. A responsabilidade de se fazer entender é de quem fala.

Agora, sorria e divirta-se com sua equipe, pares e superiores. Seja espontâneo. Participe das conversas do cafezinho. Interaja!

E prepare-se para começar a comemorar as conquistas de seu grupo, pois aumentarão consideravelmente.

E como já diz a velha placa espalhada pelos corredores e elevadores: “Sorria! Você está sendo filmado!”.