FAÇA OU NÃO FAÇA!

card clapa

Quando vi essa frase do Mestre Yoda, lembrei logo do meu sogro dizendo “ou caga ou desocupa a moita”. E resolvi batizar esse dito popular como a perfeita tradução do que disse o Yoda.

Tudo bem que a do Mestre é bem mais botinha e polida, mas a brasileira é bem direta e deixa o recado de forma bem simples. Ninguém pode dizer que não entendeu.

Nesse ano quero fazer mais e tentar menos. Chega de ficar pensando se isso, se aquilo … Quantas coisas deixamos passar por pensar demais, esperar demais, se preparar demais … Vamos ser hoje, agora, nesse momento. 

Comecei o ano mudando alguns hábitos e um deles é na alimentação. Chega de comer porcarias como se não entendesse as consequências. Basta de dizer não para algumas comidas pela simples ideia de que acho que não gosto. Vou experimentar. É saudável, faz bem? Então bora começar a incluir na dieta. De pouco em pouco, mas fazendo presente nas refeições. 

Tem algo que sempre escutei que era bom, que fazia bem, que era gordura isso e aquilo e nunca consegui encarar. O tal do abacate. Nunca comi abacate como sobremesa, imagina como salgado, como parte das refeições. Eca! Era só o que eu dizia. Agora eu como. Pouco, disfarçado, mas tá lá. Cada um fazendo a sua parte. Eu comendo o tal do abacate e ele trazendo os benefícios importantes para a minha saúde. Ainda não acho bom, mas como. Não estou “tentando” comer abacate, estou fazendo, ou seja, comendo. 

Existem outros desafios como encarar o vídeo. Não tenho problemas de falar em público, ao contrário, gosto muito, mas o tal do vídeo ainda não é algo natural para mim. E vai acontecer. Comecei preparando um espaço, melhorando a internet e logo isso acontece. 

Se tem algo para começar, aproveite o começo do ano e faça acontecer. Chega de esperar. A hora é agora. Esse é o melhor momento.

4 NOVOS HÁBITOS PARA COMEÇAR 2018 MELHOR

clapa 2018

Final de ano e logo a gente começa a pensar em promessas para o novo ano, buscar simpatias para ter mais sorte, mais amor, mais fortuna e, logo o ano começa, a rotina nos domina e como que num passe de mágica, tudo fica para trás. Encontramos diversas desculpas para não manter nossas promessas de ano novo e, das simpatias, só restam as sementes das uvas.

Que tal experimentar algo diferente? Ao invés de promessas, novos hábitos. Coisas simples e fáceis, que praticadas todos os dias tornam-se novos (e saudáveis!) hábitos.

#1 LISTAR AS COISAS PARA FAZER

Pode ser no papel, na agenda, no caderno ou no celular.  O importante é que em todo final de dia você liste tudo que precisa fazer. Mantenha essa lista atualizada. Surgiu algo novo para fazer, anote na lista. Concluiu algo, risque da lista.

Essa pequena ação traz pelo menos duas grandes vantagens: a primeira é que você se organiza e não deixa de fazer nada que precisa ser feito (afinal, estamos rodeados de distrações e ladrões de tempo) e a segunda é que você “libera” sua mente. É como se você fizesse o download das atividades, deixando sua mente mais produtiva e em ação para o que realmente importa.

Ah, e você verá o quão prazeroso é riscar (ou deletar) da lista o que você já concluiu.

#2 PENSAR NOS SEUS VALORES

Quais são seus valores? Não precisa complicar. É realmente simples. Pense no que te norteia, nas coisas que você acredita e valoriza. O que é importante? Família, gentileza, saúde, calma, humildade, alegria, produtividade, força, humor … Não tem certo nem errado, apenas seus valores pessoais.

Você pode anotar os valores que vierem a mente e ao longo da semana, refletir sobre eles e até priorizá-los.

E como os nossos valores participam da nossa rotina? Nas escolhas que fazemos, nas decisões que tomamos. Quando você precisa escolher entre dinheiro e saúde, ou entre dinheiro e família. Talvez agora dinheiro seja mais importante para garantir a segurança da sua família e por isso aceite um emprego que exigirá muitas viagens. Vale repetir que não existe certo ou errado, assim como o que hoje é um valor principal, amanhã pode ser secundário. Nossa vida muda e nossas prioridades também.

#3 AGRADECER

Quantas coisas boas aconteceram durante o dia? Muitas! Mesmo que coisas ruins tenham acontecido, muita coisa boa aconteceu e acabamos deixando para lá. Não valorizamos e, pior, acabamos destacando as coisas que não gostamos e que não nos fizeram bem.

Comece mentalizando, antes de dormir, tudo de bom que aconteceu durante aquele dia. A condução vazia, o lugar para sentar, a pessoa que te ajudou, a comida que saboreou, um novo lugar que conheceu, aquela nova amizade, um novo conhecimento adquirido etc.

Rapidamente você entenderá o poder da gratidão. Quanto mais reconhece e agradece, mais recebe. E então, conquistará o hábito de agradecer assim que as boas coisas acontecerem.

Pode parecer uma bobagem, mas tenho certeza de que se você experimentar, entenderá o valor dessa ação.

#4 ESCOLHER DOIS NOVOS PROJETOS PARA COMEÇAR

Aqui a ideia é trocar as promessas por projetos. Escolha dois novos projetos para começar e realmente se dedicar. Pode ser algo pessoal ou profissional, mas é importante que tragam resultados reais para você.

Não deixe de determinar o ganho que terá com cada um desses dois projetos. Se for mudar sua alimentação, que ela traga efetivamente melhora nos resultados dos exames de sangue ou no peso, por exemplo. Se for um novo curso, estipule notas mínimas para cada prova ou etapa. É fundamental que seja algo mensurável, que você possa realmente avaliar os ganhos obtidos e as melhorias proporcionadas.

Se você tiver vários projetos, comece com dois e só parta para outros quando esses dois estiverem concluídos ou bem próximos do fim. Pensar em muitas coisas agora pode travar sua mente e deixá-lo no mesmo lugar, congelado.

clapa em ação

COMECE

Agora é começar ! Imediatamente !!!!  Não tem que esperar o ano terminar, ao contrário, é para começar antes do ano novo chegar. São novos hábitos que serão criados e que precisam ser praticados dia a dia … E a cada novo dia, novas experiências e sensações capazes de exibir os benefícios de praticá-los.

Faça um incrível, feliz e próspero novo ano. Tudo começa com você !